Benin

Um programa Conexão África dedicado ao Benim,:

Trio Teriba1.jpg

Único grupo feminino do Benim, o Trio Teriba, composto pelas três irmãs de coração Carine, Zekiath e Tatiana encanta o Benim e o mundo com sua energia contagiosa. Bailarinas, cantoras e instrumentistas, as 3 irmãs ritmam sua musica pelos vários ritmos do seu pais, tendo como proposito artístico a valorização  do patrimônio musical do Benim (tchink ou tchinkoumé, massé..)

A música entrou muito cedo nas suas vidas, de maneira natural. As duas irmãs Carine e Tatiana descobriram suas vozes no coral da igreja, e depois nos concursos intercolegiais. A terceira, a irmã de coração, Zekiath, aprendeu na pensão católica, onde, apesar de ser muçulmana, ela tinha obrigação de participar do coral.

As três cresceram num ambiente misturado, entre tradição e modernidade, entre musicas yorubas, Fela Kuti, King Sunny Adé, o mítico Orchestre Polyrythmo de Cotonou, musica ritual beninesa, musica urbana e rumba…

Em 2002, o animador popular do programa Bénin Cadence (Atlantique FM) Serge Ologoudou convida o trio a cantar no aniversario do programa. Esse evento marcou o nascimento oficial do grupom de qual Serge se tornará o manager.

As três irmãs de coração se chamam de Teriba, que em língua Yoruba significa Humildade.

Se as tres irmãs são originarias do sul, elas pesquisam sem fim para valorizar a grande diversidade dos ritmos do Benim e dar espaço também aos ritmos do norte.

A música das irmãs Teriba, centrada na polifonia e na percussão, ultrapassou as fronteiras do Benim a partir de 2007, com a internacionalização do grupo que passou a participar de vários festivais pelo mundo. Recentemente, elas se apresentaram no festival de Montreux com a irmã mais velha, Angélique Kidjo, que inspira elas.

Humildade, paixão e originalidade, tres palavras que definem bem as “Amazonas do Benim”.

 

 

 

 

 

 

Programa do dia 10 de maio: Vozes femininas

Publicado: 10 de maio de 2017 por stephanie100africa em # África
Tags:,

Mulheres 2017

Um programa em homenagem as mulheres africanas com uma programação pan-africana exclusivamente feminina:

 

Ali Farka Touré

Um programa especial dedicado ao grande artista, agricultor, enraizado na sua querida terra do Mali, especialmente sua querida cidade de Niafunké, na beira do rio Niger, Ali Farka Touré, que certos chamam de bluesman africano, mas ele respondia: “Eu tenho as raízes e o tronco, eles apenas tem os ramos e as folhas”…. :

Hoje no Conexão África eu levo vocês para Haiti com meu convidado e parceiro Bob Montinard, do projeto Haiti Aqui e radialista do programa Voz de Haiti. Bob é também musico e DJ. Ele nos falou da historia do seu pais, da importância do vaudou e do creole na sua cultura, do projeto Haiti Aqui e de muitas outras coisas, além de ter trazido uma seleção musical maravilhosa. Vale a pena assistir! E acabei essa entrevista com a certeza de uma parceria muito boa entre Haiti Aqui e Conexão África!!

JazzKif em Kinshasa, nova edição

Publicado: 4 de abril de 2017 por stephanie100africa em # África, Congo kinshasa
Tags:, ,

JazzKIF17.png

O festival JazzKif esta de volta em Kinshasa (RDC) nos dias 16, 17 e 18 de junho na Halle de la Gombe…

Mais informações na pagina facebook do festival:

https://www.facebook.com/Jazzkif/

CAMPANHA #IPN RESISTE: vamos participar!

Publicado: 3 de abril de 2017 por stephanie100africa em # África, Brasil
Tags:,

Steph a poia i IPN

Esse post é um pouco diferente dos que eu costumo escrever no blog. Hoje fui dar meu apoio a campanha #IPN Resiste, em defesa do Instituto dos Pretos Novos, lugar de memoria extremamente triste e inesquecível, que esta passando por grandes dificuldades depois de cortes de orçamento da parte da prefeitura. O IPN lançou uma campanha #IPN RESISTE, é muito fácil participar, só tirar uma foto com #IPN RESISTE e postar no facebook, o seu e o do Instituto dos Pretos Novos. Participem, precisamos defender a memoria dessas crianças, mulheres e homens que tanto sofreram e foram desumanizados até na morte!