Soô, mais uma perola do Habib Koité

Publicado: 5 de maio de 2014 por stephanie100africa em Mali
Tags:, , ,

Habib Koité
Nascido em 1958 numa família de griots Khassonké, Habib Koité herdou da paixão musical do seu avo paterno que tocava “kamalé n´goni”, um instrumento tradicional associado aos caçadores da região Wassoulou.
Sua mãe, uma griotte também, levava ele nas cerimônias tradicionais aonde ela cantava, é assim que ele aprendeu, observando seus pais. Contra o desejo dos seus pais de ele se tornar engenheiro, Habib se inscreveu no Instituto Nacional de Artes de Bamako aonde ele estudou até 1982, sendo também nomeada como Maestro do prestigioso orquestra do INA Star, o orquestra dos alunos da escola. Depois da sua formação, Habib se tornará professor nessa escola até 1998.

Em 1988, Habib cria com amigos de infância o grupo, Bamada (“na boca do crocodilo”, em português, apelido dado aos moradores de Bamako), com qual ele vai se apresentar em palcos de Bamako e do Mali.

Em 1991, Habib Koité vai, com ajuda financeira de um amigo, para Perpignan (França), aonde ganha um premio que vai ajudar a financiar a gravação das suas duas primeiras musicas. Uma delas, “Cigarette A Bana”, foi um grande sucesso na África Ocidental.Depois do lançamento de um outro single,” Nanalé”, Habib Koité vence o premio Découverte RFI 1993. Em 1994, Habib e o Bamada fazem sua primeira turnê fora do continente africano, seguida pela gravação do primeiro álbum de Habib Koité & bamadas, “Muso Ko” apresentado na segunda edição do MASA, em Abidjan, num show memorável.E o inicio de uma grande carreira internacional, Habib Koité Com sua musica encantadora e seus show energético, Habib Koité é convidado nos maiores festivais internacionais,tanto nos festivais de verão da Europa que nos Estados-Unidos…

Único, Habib Koité cria uma musica “trans-maliensa”, misturando estilos de varias do Mali para criar o que ele chama de “danssa-doso”, uma palavra em bambara que ele inventou, mistura de “danssa”, um ritmo popular da sua região de origem, predominante no seu trabalho, com o “doso”, nome que designa a musica dos caçadores, uma das mais antigas e mais poderosas tradições musicais do Mali. Colocar essas duas palavras juntas simboliza segundo ele a musica de todos os grupos étnicos do Mali. Curioso sobre as musicas do mundo, Habib reivindica sua identidade maliens. Viajando no magnífico patrimônio cultural do Mali, Habib Koité visa a valorizar todas as tradições, integrando elas na sua musica.
Etre tradição e modernidade, habib Koite volta em 2014 com um novo álbum (o sexto) Soô, com uma mensagem suave, o prazer de estar em casa, a felicidade de estar no Mali, de sentir suas raízes e de gostar delas, simplesmente. Acompanhado por um grupo de jovens músicos, uma maneira pro habib Koité de afirmar que a musica do Mali tem raízes e tem também um futuro.

[YOUTUBE=https://www.youtube.com/watch?v=5HeumneSaeI]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s