Arquivo da categoria ‘# África’

Mandela 100 anos: Madiba forever!

Publicado: 18 de julho de 2018 por stephanie100africa em # África, Africa do Sul
Tags:, ,

Image result for mandela

Hoje Nelson Mandela completaria 100 anos! E a nossa homenagem ao Madiba é com musicas…

Image result for ndaka yo wini

Foto: Leo Zulluh LZ

O artista angolano Ndaka Yo Wiñi lançara em Angola seu primeiro álbum físico em agosto: Olukwembo.

O álbum foi produzido em Angola, Portugal, Senegal e França.

O álbum é fruto de uma busca da identidade cultural e integridade social, num universo ilimitado, acima de tudo Ubuntu.

A obra terá 11 faixas musicais, todas cantadas na língua nacional Umbundu, e contou com participação da mãe do cantor, Madalena Kassapi, com quem cantou a música que dá título ao álbum, e o grupo Ballet Tradicional Kilandukilu.

Touré Kunda: 40 anos de carreira!

Publicado: 9 de julho de 2018 por stephanie100africa em # África, Senegal
Tags:, , ,

Senegalese pop mavericks Touré Kunda announce first album in 10 years, Lambi Golo

Os irmãos elefantes Touré Kunda comemoram seus 40 anos de carreira com o lançamento de um novo álbum, Lambi Golo, homenagem aos lutadores senegaleses. O disco, mistura de mbalax, ritmos da Casamance, funk, pop rock e reggae, é um convite aberto a dançar e sonhar.

 

Com o lançamento do seu novo álbum Kin Sonic, Jupiter esta em turnê internacional e cogita uma ida ao Brasil em agosto, com shows confirmados dias 23 e 24 de agosto no SESC em São Paulo!

Revelado em 2006 pelo filme “A dança de Jupiter”, o General rebelde esta de volta com um segundo álbum, Kin Sonic, uma janela vibrante da capital congolesa, a” força, o espelho, o pulmão da republica Democrática do Congo, esse canto que reúne toda a diversidade das etnias do país”.

Na terra da rumba, Jupiter é um artista atípico, valorizando sempre a imensa riqueza do seu pais, povoado por 450 etnias, cada uma delas contando com 10 a 15 ritmos diferentes. São todos esses ritmos que Jupiter quer representar numa festa eletrificada.

Contando o dia dia, denunciando as injustiças, Jupiter, porta-voz do seu bairro, Lemba, luta no nome dos oprimidos.

Seu primeiro disco, Hotel Univers (2013), leva Jupiter ao reconhecimento internacional.

Com esse novo album cantado em lingala, tetela, mongo, tsiluba, ekonda ou ainda em francês, a língua do ex-colonizador,  Jupiter e seu grupo Okwess transcendam os ritmos do Congo, banhando eles de modernidade, e nos leva em transe… Mais que nunca, Jupiter nos leva numa dança irresistível!

Arat Kilo+Mamani kilo+Mike Ladd = GROOVE!

Publicado: 20 de junho de 2018 por stephanie100africa em # África, Etiopia, Mali
Tags:,

O grupo parisiense de Etio jazz Arat Kilo lança novo álbum, Visions of Selam, onde ele cruza com a diva malinesa Mamani Kilo e o spoken word do americano Mike Ladd.

 

Résultats de recherche d'images pour « collectif bénin international musical »

O coletivo Bénin International Musical – o BIM – nos leva numa imersão total na extraordinária efervescência criativa do Benim, antigo Dahomey.

Associando ritmos vodus, cantos tradicionais com musicas elétricas pimentadas e grooves modernos, o coletivo de artistas beninenses nos leva numa viagem as fontes beninesas de todas as musicas modernas.

Nascido 5 anos atrás sob a impulsão do produtor francês Jérome Ettinger, o nascimento do BIM é fruta de um casting gigantesca realizado com a ajuda dos beninenses Aristide Agondanou e Sergent Marcus em todo o território desse país onde a musica é omnipresente, fosse nos lugares de cultos vodus, nas igrejas evangélicas, nas discotecas, etc… O resultado é uma mistura original, sincrética.

Um disco é para ser lançado em breve….

Image result for Afrique

Hoje é o Dia Mundial da África, em comemoração do congresso fundador da Organização da União africana, ancestral da atual União Africana. O ato criando a organização panafricana aconteceu no dia 25 de maio de 1963 em Addis-Abeba, na Etiópia, e contou como padrinho o Négus Haïlé Sélassié. O objetivo na época era de reunir os 32 estados que tinham conquistado sua independência e de ajudar os povos que ainda não tinham se libertado da opressão colonial.

A ideia de criar uma organização pan-africana é anterior, já em 1958, enquanto a maioria dos países africanos estavam sob dominação europeia, o primeiro presidente do Gana, Kwame Nkrumah, reuniu o primeiro congresso dos Estados africanos independentes em Accra (Gana). Na ocasião, os participantes pediram a  criação de um Dia da liberdade africana para “marcar tudo ano os progressos ocorrendo no movimento de libertação e simbolizar a determinação dos povos da África a se libertar da dominação estrangeira e da exploração”.

O dia 25 de maio, Dia da África, tem como objetivo simbólico de “reforçar a Unidade e a solidariedade dos Estados africanos”.

Vários eventos são organizados pelo mundo, inclusivo em todo o Brasil. Ja falamos de algumas programações acontecendo essa semana.

No Rio de Janeiro, o Teatro Municipal recebe na ocasião o artista cabo-verdiano Mario Lucio e seus convidados para um Back2Black in concert especial Dia da Africa. O show começa as 21 horas.