Arquivo da categoria ‘Benim’

Résultats de recherche d'images pour « collectif bénin international musical »

O coletivo Bénin International Musical – o BIM – nos leva numa imersão total na extraordinária efervescência criativa do Benim, antigo Dahomey.

Associando ritmos vodus, cantos tradicionais com musicas elétricas pimentadas e grooves modernos, o coletivo de artistas beninenses nos leva numa viagem as fontes beninesas de todas as musicas modernas.

Nascido 5 anos atrás sob a impulsão do produtor francês Jérome Ettinger, o nascimento do BIM é fruta de um casting gigantesca realizado com a ajuda dos beninenses Aristide Agondanou e Sergent Marcus em todo o território desse país onde a musica é omnipresente, fosse nos lugares de cultos vodus, nas igrejas evangélicas, nas discotecas, etc… O resultado é uma mistura original, sincrética.

Um disco é para ser lançado em breve….

Benin

Um programa Conexão África dedicado ao Benim,:

Trio Teriba1.jpg

Único grupo feminino do Benim, o Trio Teriba, composto pelas três irmãs de coração Carine, Zekiath e Tatiana encanta o Benim e o mundo com sua energia contagiosa. Bailarinas, cantoras e instrumentistas, as 3 irmãs ritmam sua musica pelos vários ritmos do seu pais, tendo como proposito artístico a valorização  do patrimônio musical do Benim (tchink ou tchinkoumé, massé..)

A música entrou muito cedo nas suas vidas, de maneira natural. As duas irmãs Carine e Tatiana descobriram suas vozes no coral da igreja, e depois nos concursos intercolegiais. A terceira, a irmã de coração, Zekiath, aprendeu na pensão católica, onde, apesar de ser muçulmana, ela tinha obrigação de participar do coral.

As três cresceram num ambiente misturado, entre tradição e modernidade, entre musicas yorubas, Fela Kuti, King Sunny Adé, o mítico Orchestre Polyrythmo de Cotonou, musica ritual beninesa, musica urbana e rumba…

Em 2002, o animador popular do programa Bénin Cadence (Atlantique FM) Serge Ologoudou convida o trio a cantar no aniversario do programa. Esse evento marcou o nascimento oficial do grupom de qual Serge se tornará o manager.

As três irmãs de coração se chamam de Teriba, que em língua Yoruba significa Humildade.

Se as tres irmãs são originarias do sul, elas pesquisam sem fim para valorizar a grande diversidade dos ritmos do Benim e dar espaço também aos ritmos do norte.

A música das irmãs Teriba, centrada na polifonia e na percussão, ultrapassou as fronteiras do Benim a partir de 2007, com a internacionalização do grupo que passou a participar de vários festivais pelo mundo. Recentemente, elas se apresentaram no festival de Montreux com a irmã mais velha, Angélique Kidjo, que inspira elas.

Humildade, paixão e originalidade, tres palavras que definem bem as “Amazonas do Benim”.

 

 

 

 

 

 

polyrythmo-madjafalao

Diretamente de Cotonou, descobrem o novo álbum do mítico TP Orchestre polyrythmo de Cotonou, Madjafalao. Um programa com muita musica e umas mensagens do Vincent Ahehehinou, cantor e líder do grupo! Promessa cumprida….

Polyrythmo Madjafalao.pngO Tout-Puissant Orchestre Polyrythmo esta de volta com um novo álbum, Madjafalao, que será lançado no dia 21 de outubro na Europa e uma turnê de lançamento entre outubro e novembro. Infelizmente ainda não tem turnê prevista no Brasil… apesar do imenso desejo do Orquestro de voltar pra cá… Vamos tentar movimentar essa vinda???

Madjafalao, o Polyrythmo fala da evolução da sociedade beninense e da complexidade das relações amorosas.

Para esperar até o lançamento do álbum (Vincent Ahehehinno, cantor e porte-voz do grupo, me prometeu mandar uma musicas, vamos torcer!!!… ), descobrem o novo clipe do TP Orchestre Polyrythmo de Cotonou, Madjafalo, muito bom!

Redescobrem também nossa entrevista exclusiva realizada em São Paulo em outubro 2015:

https://conexaoafrica.com/2015/10/02/programa-do-di-29-de-setembro-t-p-orchestre-polyrythmo-de-cotonou/

John Arcadius, amistura do jazz e do vodu

Publicado: 7 de janeiro de 2016 por stephanie100africa em Benim
Tags:, ,

john arcadius.png

Encantador, o beninês John Arcadius é autor-compositor, cantor, musico e pioneiro de uma musica contemporânea sutil e poderosa, aliando tonalidades africanas ao jazz. Seu projeto atual, Vaudou-Mahi, valoriza a beleza singular dessa herança ancestral e a leva para os ouvidos do grande publico.

“Grand Prix” do Salão Internacional da Musica Africana 2015, ele já assinou 3 álbuns e participou de vários eventos internacionais como as Francofolies de Spa, as Francofolies de la Rochelle,  Francophonie em Bucareste, Couleurs Café em Bruxelas, a festa da musica em Paris, Voix de Fêtes em  Genebra, Jazz à Ouaga (Ouagadougou, Burkina Faso), Jazz Kiff em Kinshasa, Tunis Couleurs Jazz (Tunis, Tunisia), etc…

Esse artista feiticeiro nos leva num universo hipnotizante único.

 

Steph e Polyrythmo

Um programa dedicado ao mítico Tout Puissant Orchestre de Cotonou e ao seu vodou-funk:

E re-encontram aqui tambem a entrevista que o Polyrythmo nos concedeu o ano passado: