Arquivo da categoria ‘Cabo Verde’

L’image contient peut-être : 1 personne, sourit, texte

O artista cabo-verdiano e ex-ministro da cultura do cabo-Verde Mario Lucio esta em Tour no Brasil no mês de maio!

Originário de Tarrafal, na ilha de Santiago, em Cabo-Verde, Mario Lucio demostrou muito cedo, aos 6 anos, sua grande criatividade, e com 12 anos já tocava vários instrumentos, compunha e escrevia poesias. Com 14 anos, ele já era considerado como um dos maiores músicos da sua geração, sendo parte de banda Abel Diassi, que introduziu arranjos sofisticados na musica tradicional.

Cantor, compositor, arranjador e produtor musical enquanto musico, Mario Lucio é uma referencia da musica cabo-verdiana.

Suas obras já foram gravadas por vários artistas como, entre outros: Cesária Évora, Mayra Andrade, Zeca de Nha Renalda (Cabo Verde), Manu Dibango (Camarões) Touré Kunda (Senegal), Paulinho da Viola, Gilberto Gil, Milton Nascimento (Brasil), Pablo Milanes (Cuba), Mario Canonge e Ralph Tamar (Martinica), Maria João, Mário Laginha, Luís Represas, Pedro Joia (Portugal) Toumani Diabate (Mali), Harry Belafonte (EUA), Olivier Mtukudzi (Zimbabwé).

Mario Lucio já fez shows em vários países do mundo, na Europa, na América, na Ásia, além da continente africano.

Artista prolifico, Mario lucio é também escritor e poeta.

Licenciado em Direito, Mario Lucio tem também uma trajetória politica no Cabo-Verde, que o levou a ser Ministro da cultura entre 2011 e 2016.

Em turnê no Brasil, Mario Lucio fará uma palestra no dia 11 de maio na Biblioteca Nacional, dentro da densa programação promovida pela BN entre dia 8 e dia 12 de maio para marcar os 130 anos da Abolição da Escravatura no Brasil.

Ele fará também uma serie de shows pelo Brasil, com um show no Teatro Municipal do Rio de janeiro no simbólico dia 25 de maio, dia da África!

 

Manha Florida, o novo disco de Nancy Vieira

Publicado: 23 de março de 2018 por stephanie100africa em # África, Cabo Verde
Tags:, , ,

A diva cabo-verdiana Nancy Vieira lança hoje seu quinto álbum, Manha Florida, disco cativante magnificamente produzido pelo Teofilo Chantre.

 

Elida Almeida: uma estrela nasceu

Publicado: 24 de novembro de 2015 por stephanie100africa em Cabo Verde
Tags:, ,

Elida Almeida.jpg

A jovem cantora cabo-verdiana Elida Almeida acaba de ganhar o premio Découvertes RFI com seu primeiro album “Ora Doci, Ora Margos” lançado em 2014 no Cabo-Verde e em 2015 na Europa. O jury do premio era dirigido pela diva malinense Oumou Sangaré, depois de ja ter vencido o prémio Revelação nos Cabo Verde Music Awards.

Cantora, guitarrista e autora, é a nova artista que  encanta os amantes da música cabo-verdiana.

Apesar de jovem, a cantora nascida em 1993 ja passou por varias dificuldades de vida que se encontram nos seus textos. Ela que perdeu seu pai muito jovem, conheceu a miseria, e tive uma gravidez precoce… Todas essas dores, ela as transcende nesse disco que conta suas vivencias com muita melodia e muita doçura.

Uma artista a seguir!!!!!

 

cabo_verde600Césaria Evora, Nancy Vieira, Tito Paris, Lura, Tcheka, Teofilo Chantre, Zé Luis ou Mayra Andrade… Uma viagem musical pelo Cabo-Verde:

A linda Sara Tavares

Publicado: 14 de abril de 2014 por stephanie100africa em Cabo Verde
Tags:,

Sara tavares
Segunda geração de migrantes cabo-verdianos, Sara Tavares nasceu e cresceu em Lisboa e se impregnou dessa dupla cultura.
Com apenas 16 anos, Sara Tavares ganhou um grande premio musical português.Inicialmente, cantora e compositora de Gospel, funk e soul, Sara foi pouco a pouco se aproximar das suas raízes africanas nas suas composições.
Seu segundo álbum Mi Ma Bô, produzido pelo cantor congolês Lokua Kanza, foi disco de ouro no Portugal.
Em 2006, Sara lança Balancé, produzido, escrito e composto por ela mesmo, um disco aonde Sara Tavares confirma seu talento com musicas ao encontro das suas influencias, africanas, brasileira e portuguesa.
Sara Tavares é realmente uma das grandes vozes lusófonas da jovem geração.

Zé Luis, a nova voz do Cabo-Verde

Publicado: 21 de fevereiro de 2014 por stephanie100africa em Cabo Verde
Tags:, , , , ,

Ze Luis
Com 60 anos, o marceneiro cabo-verdiano que tocava informalmente durante seus tempos livres explode no palco internacional depois de ter lançado seu primeiro álbum, Serenata, em fevereiro 2013.
Nascido em 1953 na cidade da Praia, Zé Luis deve à mãe, que sempre cantara durante os afazeres domésticos, o gosto pela música e pela cozinha – foi quem lhe transmitiu e ensinou ambas as paixões.
Sodade, hino da morna que ele integra a seu repertorio musical e que fala do exilo quasi forçado de milhares de cabo-verdianos para as ilhas de São Tomé e Príncipe, tem uma relação estreita com sua própria vida: Sua família emigrou quando ele ainda era neném para a Ilha do Príncipe, aonde ele cresceu. Para além do duro trabalho, havia o natural convívio, em que a música, para matar a saudade, era um ingrediente indispensável! Durante sua infância, ele mergulhou num clima de musica e de “morabeza”, a hospitalidade cabo-verdiana, o viver-juntos, elemento essencial da identidade cabo-verdiana.
Ao regressar aos 17 anos à sua terra, ele se insere rapidamente nas atividades musicais informais do seu bairro, na Praia, na ilha de Santiago. Trabalhava a madeira durante a semana e, durante o fim de semana, era “tocatina” (festa entre amigos) e serenata…
Depois de algumas décadas a cantar na informalidade das noites musicais em Cabo Verde, o cantor marceneiro surge com um primeiro disco, SERENATA, levando seu forte carisma e sua voz quente e cativante para os públicos do mundo inteiro.


Mayra Andrade: novo disco!

Publicado: 25 de novembro de 2013 por stephanie100africa em Cabo Verde
Tags:, , , ,

Mayra Andrade Lovely Dificult
Mayra Andrade esta de volta com um novo disco, lançado em setembro 2013 pro mercado europeu: Lovely Dificult.
Lovely Dificult é o quarto álbum dessa grande representante da nova geração da musica da musica cabo-verdiana. Radicada em Paris ja tem 11 anos, Mayra Andrade passou sua infância viajando pelo mundo, uma multidão de influencias musicais que se encontram no seu trabalho. Mayra se enriqueça dos seus vários encontros artísticos para abrir sua musica a todas as culturas e a todos os estilos, sem fronteiras.
Quem quiser ouvir mais musicas da Mayra, a galera da Radio África da Radio Educadora da Bahia, que me passou o release e o CD dela, fez um programa especial lindíssimo dedicado a essa artista muito especial!!!