Arquivo da categoria ‘Mali’

Fatoumata Diawara: Nterini

Publicado: 24 de abril de 2018 por Stephanie Malherbe em # África, Mali
Tags:, , ,

Résultats de recherche d'images pour « fatoumata diawara Fenfo »

E com o magnifico clipe Nterini que a diva malinesa anuncia o lançamento do seu novo álbum, Fenfo, em maio.

O clipe, Nterini, palavra bambara que significa Meu amor/meu confidente, conta a historia de um migrante e evoca a dor ressentida por dois amantes separados pela distancia. Uma maneira humana de falar dos migrantes, a maioria das vezes reduzidos a números ou a imagens de horror. E para falar de números, o clipe começa com essa frase: “Em um mundo de 7 bilhões de pessoas, há um bilhão de migrantes”

Filmado no deserto Danakil, na Etiópia, o clipe foi realizado pela fotografa e artista etíope Aïda Muluneh, que se inspirou da estética afrofuturista misturada a elementos visuais do povo Dogon, do Mali.  Luminoso!

Autora, compositora, atriz e cantora, Fatoumata Diawara é sem duvida uma das mais lindas vozes da musica africana moderna. Com sua voz encantadora e seu estilo misturando tradição e modernidade, kora, guitarra elétrica, percussões e violoncelo, doçura e pop, a cantora Fatoumata já tinha nos encantado com seu álbum Fatou (2011), o que promete ser o caso com Fenfo.

 

 

 

Fatoumata Diawara lança novo clipe

Publicado: 21 de março de 2018 por Stephanie Malherbe em # África, Mali
Tags:, , ,

Antes do lançamento do seu novo álbum Fenfo previsto pro dia 25 de maio, a cantora malinense Fatoumata Diawara divulga o clipe Nterini, pura magia…:

 

Kora Jazz Trio: Novo album

Publicado: 23 de fevereiro de 2018 por Stephanie Malherbe em # África, Mali, Senegal
Tags:, , ,

Kora jazz trio7_n

Desde 2003, o Kora Jazz Trio incarna a fusão do jazz com a musica mandinga.

O novo álbum do grupo, PartIV, continua a aventura com o dialogo perfeito entre Kora, piano e percussões.

Os senegaleses Abdoulaye Diabaté (piano, composição) e Moussa Sissokho convidaram no álbum o jovem malinês Chérif Soumano, brilhante tocador de  kora e ex-aluno da escola de grande Toumani Diabaté.

O disco conta com suas próprias composições mas também com represas de grandes clássicos, como por exemplo Sodade imortalizada pala diva Césaria Evora.

Depois de 2 albums com convidados, o Kora Jazz Trio volta as suas origens com esse disco simplesmente emocionante.

Photo steph Vieux

Um programa excepcional com Vieux farka Touré na ocasião da sua passagem no Rio de janeiro para o MIMO. Conversamos bastante, inclusivo do seu pai, o lendário Ali Farka Touré, mas também do álbum que Vieux esta lançando internacionalmente, Samba:

Idealização e Apresentação: Stéphanie Malherbe

Produção: Stéphanie Malherbe e Bira Tomé

Agradecimento especial ao Ricardo Vilas que filmou a entrevista e tirou a foto.

Konono

O MIMO 2017, maior festival gratuito do Brasil, conta mais uma vez com ampla programação musical africana.

No Rio, o geniais Konono n 1, de Kinshasa, se apresentam hoje, sextaF dia 11, as 22h30, na Marina da Gloria.

 

Amanha as 20h30, sempre na Marina da Gloria, tem o virtuose Vieux Farka Touré, filho do mítico Ali Farka Touré (Mali)

 

E domingo, mesmo local, 19h30, é a vez do grande cantor angolano Paulo Flores.

 

Imperdível! Obrigado ao MIMO por essa rica programação panafricana! E vem mais por ai, em outras cidades do Brasil…

Mais informações: https://mimofestival.com/brasil/

salif keita

Um programa dedicado a voz de ouro do Mali, imensa estrela internacional, Salif Keïta.

Apresentação: Stéphanie Malherbe

Produção: Stéphanie Malherbe (Conexão Africa) e Bira Tomé (Radio Viva Rio)

 

 

Boubacar Traoré Dounia Tabolo.jpg

Para seu novo álbum Dounia Tabolo, o Mestre Boubacar Traoré, o Kar-Kar, quis convidar músicos do sul dos Estados Unidos encontrados durante suas turnês, Cédric Watson no violino e no wasboard, Corey Harris no violão e a violoncelista e cantora Leyla McCalla. Entre blues e folk, musicas cajun e zydeco, seus novos parceiros trazem seu swing e a profundidade do blues no repertorio de musicas antigas e novas do Boubacar.

Mais que nunca, Boubacar Traoré se afirma como o link vivo que liga o Mali e o Mississipi.

Guitarrista ao estilo inimitável, cantor com uma voz carregada de emoções e compositor com melodias melancólicas inspiradas da vida quotidiana, do amor, feliz ou infeliz… O malinês nascido em Kayes em 1942 continua fascinando pela sua profundidade e sua simplicidade. Símbolo do Mali recentemente  independente, quando ele chamava, na radio, seus conterrâneos a reconstruir o pais, ele sumiu das ondas no final dos anos 70 antes da sua ressurreição num programa de televisão em 1987

Antes de descobrir esse novo álbum, vamos reescutar Hona, do excelente álbum M’Balimaou:

MOGOYA : o novo álbum de Oumou Sangaré

Publicado: 22 de junho de 2017 por Stephanie Malherbe em # África, Mali
Tags:, , , ,

OUMOU SANGARE MOGOYA

Oumou Sangaré não tinha lançado disco desde 2009. Coisa feita com Mogoya (que poderia ser traduzido como As relações humanas hoje).

Nascida em 1968 na capital Bamako, Oumou Sangaré é a ultima filha de uma família peul originaria da região florestal do Wassoulou. Seu pai abandonou a família quando a menina tinha apenas 2 anos, obrigando sua mãe, Aminata Diakité, a assumir sozinha os 4 filhos. Oumou ajuda vendendo agua potável pelas ruas… Com 5 apenas 5 anos, a pequena Oumou  se torna uma verdadeira atração no seu bairro em razão do seu talento pelo canto. Ela até leva sua escola a vencer um concurso interescolar de canto.

Com 18 anos, Oumou já é uma verdadeira profissional. Cantora muito apreciada para as Soumous (cerimonias nupciais ou de batizados), ela já passou pelo Ensemble National du Mali, fez uma turnê pela Europa com o grupo Djoliba e esta preste a gravar sua primeira Cassete  Moussolou (Mulheres), imenso sucesso com 250 000 exemplares vendidos, um recorde na África Ocidental!

Sua musica, típica da sua região de origem, o Wassoulou, acompanha textos engajados sobre a condição das mulheres, o êxodo econômico, a deflorestação…

Depois desse primeiro álbum, ela lança Ko Sira (1993) e Worotan (1996) que lançam sua carreira internacional.

Mulher de negocio, Oumou Sangaré tem também um hotel em Bamako, o Wassoulou, sua própria marca de carro, Oum Sang e uma fazenda.

Em 2009, Oumou, lança um novo album, Seya, produzido pelo Cheickh Tidiane Seck, sempre denunciando as injustiças.

Modelo de sucesso para todas as mulheres do continente africano, Oumou Sangaré volta agora ao canto com Mogoya, onde ela fala, entre outros, dos problemas específicos encontrados pelas mulheres africanas. No álbum, Oumou Sangaré faz também uma emocionante homenagem a sua mãe com Minata Waraba (Minata a leoa), essa mulher corajosa que inspirou sua trajetória. Aquela que viveu o abandono do pai e a miséria extrema na infância fala também sobre os maus por quais ela passa hoje por causa do seu sucesso, as calúnias, a inveja… etc.. Fala também do Mali……

Enfim, um lindo presente da grande embaixadora do Wassoulou pelo mundo!

 

Ali Farka Touré

Um programa especial dedicado ao grande artista, agricultor, enraizado na sua querida terra do Mali, especialmente sua querida cidade de Niafunké, na beira do rio Niger, Ali Farka Touré, que certos chamam de bluesman africano, mas ele respondia: “Eu tenho as raízes e o tronco, eles apenas tem os ramos e as folhas”…. :

Lançamento em breve do novo album Mogoya, da Oumou Sangaré

Publicado: 3 de fevereiro de 2017 por Stephanie Malherbe em # África, Mali
Tags:, , ,

Oumou-Sangare-Mogoya-miniature.jpg

A diva do Mali Oumou Sangaré, uma das mais lindas vozes da África, estará em breve (maio 2017) de volta com um novo álbum, Mogoya (label No Format), com uma equipe de produção totalmente renovada e um repertorio renovado.

Gravado em Stockholm por Andreas Unge e produzido em Paris pelo time francês de produção  A.L.B.E.R.T, . (Vincent TaurelleLudovic Bruni and Vincent Taeger), Mogoya é um disco que se inspira da rica herança musical olhando pelo future.

Para o novo single, “Yere Faga”, que ela esta revelando agora, Oumou convidou outra lenda da musica africana e mundial, o nigeriano Tony Allen, um dos pais do afrobeat.