Arquivo da categoria ‘Nigéria’

Related image

Na família Kuti, chamo o irmão mais velho, Femi. Ele também lançou um novo álbum nesse inicio de ano 2018, denunciando a corrupção e com uma mensagem de unidade: One people, one world.

Herdeiro mais velho do mestre Fela, Femi, como Seun, é um dos principais embaixadores do Afrobeat pelo mundo, mas um afrobeat diferenciado, imprimindo seu próprio estilo.

Ele que começou tocando no grupo do seu pai, o mítico Egypt 80 (hoje sob a direção do filho mais novo do Fela, Seun), e até chegou a assumir a direção do grupo numa ocasião que Fela foi preso, deixou o grupo para poder se sentir ele mesmo,  Femi Anikulapo Kuti

Com seu próprio grupo, Positive Force, Femi leva o afrobeat numa outra dimensão, a dimensão Femi…

Mas sem renegar a herança paterna, ele que assumiu o mítico clube do Fela em Lagos, o Shrine…

Vamos combinar, entre Seun e Femi, cada um numa direção diferente, Seun se inscrevendo mais no puro estilo Fela e Femi num afrobeat revisitado, o clano Kuti continua espalhando a herança paterna pelo mundo.

Seun Kuti, toujours engagé, sort son quatrième album.

Black Times, quarto álbum do filho mais novo do mestre Fela Kuti, denuncia as elites corruptas e chama a juventude africana a mergulhar na sua Historia.

A capa já anuncia o conteúdo do disco… Um retrato do Seun Kuti em preto e branco com o chapéu de Thomas Sankara, os óculos de Patrice Lumumba e Malcom X  e o cigarro do Che Guevara…

Seun, o ativista, segue os passos do seu pai.

Com 35 anos de idade, Seun, que herdou do ultimo grupo do seu pai, o Egypt 80, continua a luta do Fela através do  afrobeat.

Com participação de Carlos Santana na faixa titulo Black Times, Seun não se cansa de denunciar às mentiras da elite nigeriana, a corrupção, a fuga dos cérebros e pede para a juventude do continente olhar para a historia dos grandes lideres pan-africanos em vez de se deixar seduzir pelo materialismo.

Fela in the future

Com sensibilidade e profundo respeito pela natureza da musica de Fela Kuti, o rapper franco-marroquino Leeroy revisita o mestre do afrobeat com o album Fela in the future, um disco repleto de convidados de peso, como os próprios filhos do rei, Femi e Seun Kuti.

Leeroy conseguiu preservar a essência da dúzia de musicas escolhidas enquanto aproximava da sua cultura urbana.

O disco conta com pletora de convidados de peso. Alem de Seun e Femi Kuti, o rapper convidou a cantora nigeriana Nkena, a cantora Noraa (Alemanha/Chade), o sul-africano Nakhane ou ainda o franco nigeriano Féfé.

 

WidzkidNo ultimo domingo, a popstar nigeriana Wizkid recebu o premio de melhor artista 2017 do continente africano durante os African Music Awards (AFRIMA) em Lagos (Nigeria)

Com apenas 27 anos e já muitos prêmios, o ícone afropop Wizkid, alias Ayodeji Ibrahim Balogun, ganhou 3 prêmios na edição 2017 dos African Music Awards: melhor artista africano, melhor canção do ano com a musica Come Closer e melhor artista do ano para a África Ocidental. Ele ganha assim do seu maior concurrente, o também nigeriano Davido, e da estrela congolesa Fally Ipupa.

De maneira geral, assistimos um fenômeno de explosão mundial da musica do gigante nigeriano, com artistas estrelas da pop que multiplicam as turnês internacionais e contratos com os selos como Sony ou ainda Universal.

Os Afrima, uma das maiores recompensas do continente africano, organizados em parceria com a União Africana, foram transmitidos em 84 países pelo mundo.

Fela Kuti

Na ocasião das comemorações do aniversario do Mestre Fela Kuti, pai do afrobeat e grande ativista politico, que acontecem no mundo inteiro no dia 15 de outubro, Conexão África consagrou um programa ao Fela:

Apresentação: Stéphanie Malherbe

Produção: Stéphanie Malherbe (Conexão Africa) e Bira Tomé (Radio Viva Rio)

WidzkidEstrela consagrada do afropop para a juventude do continente africano, o cantor de lagos esta preste a conquistar o mundo.

Com apenas 27 anos, o cantor já ganhou mais de 35 prêmios, seja na sua Nigéria natal, em Gana ou ainda no nível do continente ou da diáspora afro-americana.

O « starboy » que começou a cantar nas igrejas com 11 anos, conquistou o continente africano ja desde seu primeiro álbum, Superstar, em 2011, e mais ainda com o álbum seguinte, Ayo, lançado em 2014. Com seu novo disco, Sounds from the other side e o sucesso do titulo One Dance, o cantor apenas confirma um estatuto conquistado antes.

Widzkid se produz com imenso sucesso em todo o continente, inclusivo nos países francofones. Abidjan, Yaoundé, Bamako, Dakar, Conakry, Niamey, Cotonou, Kinshasa, Pointe-Noire, Kigali, todas se apaixonaram pelo fenômeno nigeriano.

O jovem artista, que se tornou um modelo pela nova geração africana com seu sucesso, esta preste a conquistar o mundo.

 

Novo clipe de Seun kuti

Publicado: 1 de março de 2016 por stephanie100africa em # África, Nigéria
Tags:, ,

Black Woman.png

O príncipe do Afrobeat Seun Kuti, filho mais novo do rei Fela, lança o clipe Black Woman (musica do seu ultimo disco A long Way to the beginning. Musica engajada homenageando a mulher negra, o clipe foi filmado no Brasil pelos diretores Pedro Rajão e Micael Hocherman com elenco brasileiro:

 

Seun talvez volte esse ano para fazer show no Brasil, vamos torcer!!!!