DJ Kampire a conquista do mundo

Publicado: 6 de setembro de 2019 por stephanie100africa em # África, Uganda
Tags:, , , ,

Résultats de recherche d'images pour « DJ Kampire »

A jovem DJ ugandesa, assinada no selo Nyege Nyege, se tornou uma indispensável dos grandes festivais internacionais.

Se Kampire Bahana aka Dj Kampire mora hoje em Kampala, capital de Uganda, ela nasceu no Kenya e cresceu na Zambia antes de ir fazer estudos superiores nos Estados-Unidos. Mas é na efervescente capital ugandesa que DJ Kampire iniciou sua carreira em 2015. Desde então, ela não para de ser convidada em grandes festivais internacionais pelo mundo inteiro, de Shangai a Nova York, passando pela Europa e claro, pelo continente africano. Com seus DJs sets misturando o Soukous congolês aos sons eletros, DJ Kamire esta conquistando o mundo.

Résultats de recherche d'images pour « blick bassy 1958 »

Com seu novo álbum 1958, o camaronês Blick Bassy devolve ao povo camaronês parte da sua historia : a historia do líder independentista Ruben Um Nyobé, assassinado pelo exercito francês em 1958. Uma historia que foi durante muito tempo negada, pior, censurada. Uma historia contada em língua bassa, com muita suavidade e delicadeza.

Estigmatizado pelo colonizador francês que o assassinou, o herói da independência do Camarões, Ruben Um Nyodé, também chamado de Mpodol (aquele que carrega a palavra dos seus, em língua bassa), ainda é considerado como um terrorista por parte da população do Camarões.  Emocionante, o disco 1958 reabilita, com graça e delicadeza,  a figura desse importante herói da independência do Camarões.

Ali Farka Touré reeditado!

Publicado: 28 de agosto de 2019 por stephanie100africa em # África, Mali
Tags:, , , ,

Image result for ali farka touré savane

World Circuit reedita Savana, do lendario Ali Farka Touré!

Disponível em vinil duplo pela primeira vez, a versão remasterizada de ‘Savane’ será lançada no dia 6 de setembro. Preorder on LP & digital no link: http://worldcircuit.lnk.to/SavaneReissue

Pode assistir aqui a um trecho do show de Savane, ao vivo no BOZAR, Bruxelas, em janeiro de 2005. O show, que na época foi seu primeiro show europeu, o primeiro de mais de cinco anos, foi uma das últimas apresentações da carreira de Ali Farka Touré. Na ocasião, Ali Farka Touré é acompanhado pelos mestres ngoni Bassekou Kouyate e Mama Sissoko. Uma perola!

Para esperar a versão remasterizada, podem ouvir aqui o full álbum:

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, criança, céu e atividades ao ar livre

Depois de ter revelado as musicas Taqkal Tahra e Zawal, o grupo tuaregue lança Kel Tinawen, seu novo clipe, em dupla com Cass McCombs, pura poesia! O grupo esta assim anunciando o lançamento do seu novo álbum, Amadjar, previsto em setembro…

O álbum conta com varias participações como Warren Ellis, Stephen O’Malley ou Micah Nelson.

 

Image result for dj arafat

Com 33 anos, o rei do Coupe-Décalé, morreu no inicio dessa semana depois ter sofrido um acidente de moto.

Grande nome do famoso estilo musical da Costa do Marfim, o polemico DJ Arafat deixa toda uma juventude, especial a juventude doa bairros populares, órfã do seu maior ícone.

Essa cria de Yopougon, bairro popular de Abidjan, era uma maquina de sucessos.

Ele foi revelado em 20115 com a musica Hommage à Jonathan, dedicada a seu amigo Jonathan que tinha falecido num acidente de moto…

Em 2019, DJ Arafat lança seu ultimo grande sucesso, com o titulo de Moto Moto, em homenagem a sua paixão pelas motos… Premonitório?????

 

A imagem pode conter: 2 pessoas, incluindo Stéphanie Malherbe, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e área interna

Documentário “Alberto da Costa e Silva – Filho da África”, que exalta a trajetória do historiador, embaixador e acadêmico, estreia na ABL

Aos 88 anos, o historiador, embaixador e Acadêmico Alberto da Costa e Silva recebe os produtores Stéphanie Malherbe e Ricardo Vilas para “abrir o livro de sua vida e trajetória”. Com a discrição do diplomata e o humor fino do poeta, Alberto da Costa e Silva fornece neste filme um depoimento único sobre sua carreira, suas viagens e a importância da África no Brasil.

Percurso

Acadêmico Alberto da Costa e Silva conta sobre sua infância em Fortaleza, quando ia para a escola montado num carneiro, as brincadeiras com as crianças do bairro e pelo mundo imaginário encarnado por seu pai, o poeta Antônio da Costa e Silva. Relata a força de sua mãe, que trazia a marca das mulheres da sua família.

Trailer: “Alberto da Costa e Silva – Filho da África”

O documentário também aborda a adolescência no Rio de Janeiro, na Tijuca, onde a família se instala, pois sua mãe acredita que essa mudança propiciaria um futuro melhor para o filho. E trata, ainda, da escolha de Alberto pela carreira diplomática para “vingar seu pai”, que, antes dele, teve seu ingresso recusado na diplomacia. Mas essa escolha também foi justificada por seu gosto pela aventura, pelo desconhecido e pelo distante.

É uma alegria falar sobre Alberto da Costa e Silva, um homem incomum, singular… Eu diria que é um mestre. Um mestre da cultura, do pensamento… Um mestre da vida.”
Fala da Acadêmica Nélida Piñon para o filme “Alberto da Costa e Silva – Filho da África”.

Alberto da Costa e Silva e a África

Acadêmico Alberto da Costa e Silva é, reconhecidamente, no Brasil, o maior especialista em África, em razão de sua sede insaciável de procurar e entender as raízes do Brasil. Aos 14 anos, sendo um jovem branco e de classe média, tomou um choque ao ler Casa-Grande & Senzala, de Gilberto Freyre, descobrindo que nós, brasileiros, éramos negros. Mas, então, de onde viemos?” – perguntava-se, pois todos os escritos que encontrava traziam relatos mencionando negros já chegados ao Brasil, como se nascessem no próprio navio negreiro e não tivessem um passado, uma história ou uma cultura por trás de cada um. Era como se a África, de onde vinham, não existisse.

Alberto vai pesquisar, sem descanso, a História das Áfricas, porque sem a África não existiria o Brasil, tornando-se, assim, um pioneiro no Brasil dos estudos africanos.

O documentário

Além dos depoimentos de Alberto da Costa e Silva, o filme conta com testemunhos de intelectuais e pesquisadores, como Nélida Piñon, Franklin Martins, Muniz Sodré e Lilia Schwarcz, e de artistas, como Haroldo Costa, Nei Lopes e Martinho da Vila.

Alberto da Costa e Silva – Filho da África” terá sua primeira exibição pública no dia 6 de agosto, às 15h30, no Teatro R. Magalhães Jr., na Academia Brasileira de Letras. O evento contará com a participação do cineasta e Acadêmico Carlos Diegues, que coordena as ações de cinema na ABL. A Entrada é franca, limitada à capacidade do teatro. Faça sua reserva abaixo!

INSCRIÇÕES

Garanta sua participação gratuita para esta sessão exclusiva. Lugares limitados.

INSCREVA-SE AGORA

Como chegar no evento

Academia Brasileira de Letras

Teatro R. Magalhães Jr.

Av. Presidente Wilson, 203 – 1º andar
Castelo
Rio de Janeiro – RJ
Brasil
(21) 3974-2500

 

 

 

 

 

 

 

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, no palco, tocando um instrumento musical e em péNão percam nosso programa Conexão África na Rocinha de amanha!

Faremos um especial Johnny Clegg, homenageando o Zulu branco, uma das figuras contra a luta contra o apartheid na África do Sul.

 

 

Não percam, amanha de 16h00 as 17h00, ao vivo na Radio Briza, 101.7 FM!