Posts com Tag ‘Gambia’

A imagem pode conter: 4 pessoas, incluindo Stéphanie Malherbe, pessoas sorrindo, pessoas em pé

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas dançando e sapatos

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e multidão

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, multidão e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: 5 pessoas, incluindo Stéphanie Malherbe, pessoas sorrindo, pessoas em pé

A imagem pode conter: 7 pessoas, incluindo Johnny Alves e Stéphanie Malherbe, pessoas sorrindo, pessoas em péA primeira feira internacional na Biblioteca Parque da Rocinha foi um grande sucesso, com recorde de publico e muitos países representados: Republica Democrática do Congo, com quem comemoramos juntos sua Independência, que ocorreu no dia 30 de junho de 1960. Mas também Gambia, Senegal, Haíti, Columbia, Peru, Argentina, Venezuela e China!

Isso não seria possessível sem a SABALY, que, alem do desfile, participou da organização da feira,  a Mawon que foi super parceira e a UFRJ que também participou.

A feira comportava barracas de comidas tipicas, roupas, joias e varias peças de artesanato e recebeu varias performances culturais: Tapetes contadores de Historias, Sussurra Poética, Peça de Teatro Uma Odisseia, pra entender melhor as dificuldades vividas pelos migrantes na sua chegada no Brasil, Desfile de moda da marca Sabaly, Performance de dança com fogo do artista congolês Foguinho Arobaze Paulo e no final, apresentação do bloco de refugiados Terremoto Clandestino. Foi bom demais!!!!

Nenhuma descrição de foto disponível.

A comunidade da Rocinha tem uma população composta por pessoas de todo o mundo, uma vez que têm em sua formação, descendentes de escravos, índios e de todas as regiões do Brasil. Através do tempo transformou se em um ponto turístico que, diariamente, atrai turistas do mundo todo e, muitos tornam se residentes em função de trabalho, estudo, relacionamento ou ainda, condições financeiras.
Nesse mês de junho, mês dos refugiados, a Biblioteca Parque da Rocinha homenageia, pela primeira vez, o Dia dos Retirantes, Imigrantes e Refugiados, por entender a importância e contribuições destas nações em novo modo de vida.
Buscamos, através deste evento, aproximar a sociedade de uma realidade ainda muito distante e com isso, desenvolver nosso sentido de consciência humanitária e fraterna aos irmãos do mundo.
Nosso evento contará com uma feita internacional com gastronomia, teatro, poesia, Tapetes Contadores de Historias e sussurro poético, desfile de moda, e a imperdível participação do bloco multinacional de refugiados Terremoto Clandestino.
Venham participar feira internacional RIR! 

 

Bloco Terremoto ClandestinoMawon Sabaly @Bloco Cultural Ai, Que Vergonha