Posts com Tag ‘TP Polyrythmo de Cotonou’

polyrythmo-madjafalao

Diretamente de Cotonou, descobrem o novo álbum do mítico TP Orchestre polyrythmo de Cotonou, Madjafalao. Um programa com muita musica e umas mensagens do Vincent Ahehehinou, cantor e líder do grupo! Promessa cumprida….

Polyrythmo de Cotonou: a lenda do Benim em show único no Brasil!


O Todo poderoso Orchestre Polyrythmo de Cotonou estará em São Paulo no domingo 28 de setembro para um show excepcional para o mês da cultura independente. O show, grátis, acontecerá as 16h00 no Vale do Anhangabaú e será seguido por um intervalo animado pela Festa Fela com os DJs Haru, MZK, RamiroZ e Vini Marson e , as 18h00, o show do gigante da Nigeria, Seun Kuti, que esta fazendo uma turnêe sul-americana e se junta ao orquestra Egypt 80, o mítico orquestra do seu pai Fela Kuti. Imperdivel!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!111

Grupo mítico da cena musical beninense e africana dos anos 60 e 70, o Tout –Puissant Orchestre Poly-Rythmo de Cotonou tinha caído no silencio, até seu encontro com Elodie Maillot, jornalista francesa levou eles pelo mundo e produziu seu novo álbum, Cotonou Club, lançado em 2011.
Nos anos 70, o grupo inflamava o Benim com seu som tudo poderoso. Funk, soul, afrobeat, salsa, o grupo toca todos os estilos, por isso se chama poly-rythmo. Com seus 11 membros, o grupo, nascido na efervescência da independência, conquistou a África toda com seus “poly-rythmos” e tocou também com Fela ou Myriam Makeba, os monstros sagrados da musica africana. Portanto, anos depois, o grupo mais antigo e mais prolífico do continente africano, com seus 42 anos de existência e seus 500 discos gravados, parecia ter sumido, caído no esquecimento…
Em 2007, Elodie encontra os sobreviventes do grupo Poly-Rythmo para entrevistar eles. Uma vez o microfone desligado, o Tudo Poderoso faz um pedido a ela: “Você será nossa empresária e nos levara em turnê fora da África”. O grupo, apesar do seu grande sucesso antigo, nunca tinha saído do continente…
Elodie cumpriu sua promessam alem das esperanças, levando o grupo aos 4 cantos da planeta, de Paris a Nova York, passando pelo Brasil ou pelo Canada….
E em 2011, depois de 25 anos de quase silencio, foi o lançamento do seu novo álbum, Cotonou Club, do nome do programa que Elodie tinha gravado com o Todo Poderoso em 2007. Com regravações de antigos hits e novas composições, o álbum perpetua a receita magica do grupo com seu groove funk, soul e afro-beat… O disco conta também com a participação da grande Diva do continente africano, a beninesa Angélique Kidjo, e da jovem esperança da World Music, a cantora maliense Fatoumata Diawara.

Mais informações sobre o Tout Puissant Orchestre de Cotonou: http://www.polyrythmo.com/
E sobre os shows de domingo 28 de setembro: http://www.culturaindependente.org/noticias/160/